A psicologia das cores em cada ambiente da casa

 

Mudar a pintura das paredes já dá um novo ar à decoração da casa, né? Mas você sabe como escolher a cor certa, conforme cada ambiente?

Isso influencia a sensação e o estímulo de cada canto do seu lar. Se você quer:

Tranquilidade, serenidade e relaxamento:

Opte pelos tons azuis ou beges.

Essas cores têm efeito calmante e são perfeitas para salas de estar, jantar e dormitórios.

 


Paz, criatividade e iluminação máxima:

Use amarelo, verde ou branco.

Essas cores proporcionam maior irradiação de luz nos ambientes, além de estimularem a criatividade.

O branco dá a sensação de que o espaço é maior, portanto é ideal para cozinha, banheiro e cômodos pequenos.

O amarelo ilumina e energiza o ambiente,  uma ótima opção para quartos infantis.

Já o verde tem um ar fresco e sedante e pode ser usado em qualquer parte da casa.

 


Personalidade, energia e vitalidade:

Se está atrás de algumas dessas influências, escolha o vermelho ou o alaranjado, pois conferem muita originalidade.

O vermelho em tons mais escuros combina com cômodos mais acolhedores, como a sala. Os mais vivos, como o cereja, vão bem na cozinha.

Já os tons mais claros são dinâmicos e combinam com quartos infantis.

O alaranjado abre o apetite! Que tal dar aquele toque laranjinha na sua cozinha, hein?!


Espiritualidade e delicadeza:

Escolha lilás, rosa ou violeta.

O rosa e o lilás dão um ar delicado, ingênuo e sofisticado ao ambiente.

Combinam com qualquer espaço e são muito usados, em variações mais claras, em quartos infantis.

Já o violeta energiza qualquer lugar!

É melhor optar por tons claros, pois, se muito escuro, pode desencadear e até piorar quadros depressivos.

 


Sobriedade:

A melhor opção são os tons terrosos.

Proporcionam um aspecto natural a qualquer cômodo.

Trazem a luminosidade e a energia da natureza para a casa.

 


Pretos:

O preto é a ausência de cor e deve ser usado moderadamente em alguns detalhes da decoração, pois pode expressar e estimular a agressividade.

Agora que você já sabe como escolher a cor das paredes da sua casa, que tal planejar aquela reforma, hein?!

Fonte: www.omo.com/br